segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Tramontina amplia linha de produtos ecológicos

Poltronas, cadeiras, vasos/cachepôs e regadores fazem parte da nova marca I’m Green Recycled e I’m Green Bio-Based, da Braskem


Poltrona Jet ECO  I’m Green Bio-Based (Divulgação/Tramontina)

Parceiras desde 2017, Tramontina e Braskem colocaram no mercado uma variedade de produtos ecológicos. Hoje, cadeiras da linha Summa, poltronas da Casa Delta, vasos da linha Basic, vasos/cachepôs Mimmo e regadores são opções sustentáveis disponíveis para os consumidores.

Com o crescimento do mercado de produtos sustentáveis, a Braskem identificou a marca I’m Green com a força e o reconhecimento necessários. A partir daí, encerrou a marca WeCycle, criada em 2015, dando foco para os projetos I’m Green Recycled e I’m Green Bio-Based.

Com a novidade, a empresa criou essas duas novas categorias de produtos, identificados através das marcas I’m Green Recycled e I’m Green Bio-Based. A marca I’m Green Recycled identifica a utilização de plástico reciclado nos produtos, produzidos através de um ciclo consciente. Já a marca I’m Green Bio-Based identifica que o produto é fabricado a partir de fontes renováveis (cana-de-açúcar), colaborando com a redução da emissão de gases do efeito estufa.

Atualmente, a Tramontina possui esta identificação em diversas linhas, envolvendo poltronas, cadeiras, vasos, cachepôs e regadores. As cadeiras Diana e Sissi ECO nas cores marrom e preto, da linha Summa, são consideradas I’m Green Recycled. Na Casa Delta, as poltronas Paco e Jet ECO nas cores marsala, mariner e verde são identificadas como I’m Green Bio-Based. Recebe a mesma nomenclatura, o Vaso Asteca ECO, da linha Basic. O novo modelo com prato foi lançado neste ano e está disponível em duas cores: marsala e verde.

Outros dois segmentos de produtos considerados I’m Green Bio-Based são os vasos/cachepôs Mimmo e os regadores para jardim. Ambos os produtos são desenvolvidos a partir de plástico verde (cana-de-açúcar), disponíveis em uma variedade de cores e tamanhos.

Segundo o diretor da Tramontina, Rui Baldasso, não foi necessário adaptar a planta fabril para receber esses novos produtos. “Utilizamos a matéria-prima fornecida pela Braskem, com os pigmentos que já temos em linha, conseguindo assim fechar o nosso ciclo sem alterações”, explica.

Por serem projetos recentes, Baldasso explica que o mercado ainda está se adaptando e conhecendo os produtos da linha ECO. O crescimento em 2020, comparado ao ano passado, foi de 54%, segundo o diretor. “Percebemos uma maior aceitação com os produtos Recycled, pois eles oferecem design a baixo custo. Os móveis Bio-Based ainda exigem maior adaptação dos consumidores, pois são itens que possuem acréscimo de valor se comparado com o mesmo modelo feito sem a matéria prima sustentável”, avalia. Ainda assim, no caso dos itens Bio-Based para jardim, a receptividade do mercado é grande".

Baldasso indica que, devido os diversos benefícios desses materiais, a marca já avalia a inclusão de mais produtos no portfólio de produtos ecológicos. “Na Tramontina estamos sempre monitorando as novas tecnologias para transformar matérias primas, resíduos, recursos e as comunidades onde estamos inseridos”, reforça. Mesmo sem data definida, a marca garante que a linha ECO tem forte tendência de crescimento.

Os produtos ECO da Tramontina estão disponíveis no e-commerce da marca: https://www.tramontinastore.com/campanha/2020/010/IamGreen

Retorne à lista de matérias do Plástico Sul News # 148