terça-feira, 8 de outubro de 2019

feito brasil ganha Prata no Prêmio ABRE 2019


A cerimônia de premiação aconteceu no final de setembro, no buffet Villa Verico em São Paulo. O evento reúne cerca de 350 participantes todo ano e premiou a empresa com reconhecimento prata na categoria Design Gráfico – com a coleção Ziriguidum. Este é o segundo ano consecutivo que a CASA feito brasil participa da premiação ABRE da Embalagem Brasileira e sai premiada. “A feito é uma marca que tem como objetivo inspirar. Toda a concepção dos produtos, desde a criação, passando pelo processo artesanal e a identidade visual de cada um deles, tudo é pensado com muito carinho. Nossa essência como empresa está na natureza, na brasilidade, no respeito à vida... e saber que aquilo que acreditamos e praticamos reflete nas conquistas, como esse prêmio que aponta que estamos no caminho certo” conta Lena Peron, Mama e fundadora da CASA feito brasil.

A CASA feito brasil já ganhou Ouro no Prêmio ABRE 2018 na Categoria Design Gráfico de Cosméticos e Cuidados Pessoais com a coleção Jardim das Luzes, feita em edição limitada para o Natal de 2017. E também se destacou entre todas as empresas e categorias, onde ganhou o concorrido Prêmio de Empresa do ano em 2018, no mesmo prêmio. O Prêmio institucional da indústria brasileira de embalagem é realizado anualmente desde 2001. Em média são 400 embalagens inscritas por edição e os vencedores podem participar do WorldStar, prêmio mundial do setor concedido pela WPO (Organização Mundial de Embalagem), além de serem expostos na feira PackExpo, nos Estados Unidos. Este inclusive é o único prêmio do setor que conta com a categoria Voto Popular. O júri técnico é selecionado entre os profissionais e as entidades mais respeitadas e de renome no cenário nacional.

Em 2019, a CASA feito brasil foi reconhecida como Empresa B, certificação internacional de empresas que aplicam a sustentabilidade desde a compra de matéria prima até a reciclagem das embalagens. Em parceria com a EuReciclo, todas as embalagens da marca são recicláveis e todo mês é calculado a quantidade de embalagens plásticas e de papel colocadas no mercado, pagando uma taxa proporcional ao EuReciclo, que garante que ONGs farão a reciclagem de compensação da mesma quantidade e tipo de material utilizado.

Retorne à lista de matérias do Plástico Sul News # 128