terça-feira, 23 de julho de 2019

igus: proteção segura para a próxima geração de motores


A tendência dos inversores de frequência (VFDs) vai em direção a inversores mais compactos com a mesma ou maior potência e com precisão de comutação extremamente alta dos conversores de frequência. Como resultado, ao selecionar o cabo, o usuário deve prestar atenção não apenas à combinação correta do número de núcleos e seções transversais, mas também às especificações elétricas do cabo. Por esse motivo, a igus desenvolveu agora um material que satisfaz os novos desafios para a sua última geração de cabos de motor e de servomotor. No teste, o material foi capaz de suportar um raio de curvatura de 7,2 x d em mais de 45 milhões de ciclos.

De pequeno a grande porte: a tendência na tecnologia de motores vai em direção a motores VFD cada vez mais compactos com o nível de desempenho igual ou superior ao dos seus predecessores. Conectores de alimentação redondos menores, isolados em plástico, como o M16 ou o M18, estão sendo usados cada vez mais para que os novos projetos de motores possam explorar todas as suas vantagens. O design mais compacto dos motores pode resultar em temperaturas mais altas dentro do sistema em comparação com as amplitudes maiores dos mesmos motores. O resultado é o aquecimento do cabo através dos contatos do conector. Embora não haja consequências a curto prazo para o motor e os componentes conectados, problemas sérios podem ocorrer a longo prazo. Se o material de isolamento do cabo não suportar as temperaturas elevadas a longo prazo, curtos-circuitos poderão ocorrer dentro do cabo e nas proximidades dos conectores, podendo, no pior dos casos, causar incêndios. Portanto, o material de isolamento desempenha um novo papel central na seleção dos cabos de servomotor e cabos de motor corretos.

Material de isolamento da igus testado para os mais recentes servomotores

Após um período de desenvolvimento e teste de cinco anos, a igus oferece agora uma solução para evitar danos no isolamento e consequentemente nos motores compactos, na forma de um novo material de isolamento para cabos chainflex de motor VFD e de servomotor. Devido à especialização na área de novos polímeros de alto desempenho, a especialista em plásticos de movimento foi capaz de desenvolver um novo material que foi aprovado com sucesso nos testes abrangentes de laboratório e em testes práticos. Por exemplo, no teste 5034, o cabo de servomotor CF29 com um raio de curvatura de 7,2 x d resistiu a mais de 45 milhões de ciclos. O novo material – ao contrário de outros materiais comuns – atende aos requisitos térmicos crescentes das últimas gerações de motores. Isto faz da igus o único fornecedor no mercado global a oferecer gamas de cabos de motor VFD e de servomotor testados a longo prazo para uso contínuo em esteiras porta cabos, que cumprem os requisitos térmicos e elétricos específicos das mais recentes gerações de conversores.

Maior variedade de cabos testados e garantidos

A gama de cabos da igus é submetida a extensivos testes em condições reais no próprio laboratório de testes de 2.750 metros quadrados da empresa. Os dados gerados permitiram que a igus se tornasse o único fabricante no mercado a oferecer uma garantia de 36 meses em toda a sua gama de cabos.

Retorne à lista de matérias do Plástico Sul News # 119