sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Seminário PICPlast e Braskem foca geração de valor na cadeia do plástico


A sobrevivência e o crescimento das empresas no mercado depende da identificação das necessidades e percepção de valor de seus clientes, afirma a professora da Fundação Dom Cabral, Áurea Ribeiro, que realizou apresentação em um seminário voltado a empresários da indústria do plástico do Rio Grande do Sul. O evento foi promovido pelo PICPlast e pela Braskem na quinta-feira, 23/08, em Porto Alegre.

Segundo Áurea, o intuito da sua palestra foi despertar o interesse dos empresários e técnicos para a importância da adoção de novas estratégias comerciais: "Quem cria o valor de um negócio é o cliente, com base nas suas necessidades e no que está disponível no mercado. Por isso, o empresário precisa buscar uma aproximação com o seu cliente, entender as demandas e se posicionar como um fornecedor de valor. Não basta ele entender apenas do seu produto", explica Áurea.

O presidente do Sinplast, Edilson Deitos, considera que este tipo de capacitação é importante para a perpetuidade das empresas no mercado: "Temos que ir além da questão operacional e do fornecimento do produto e pensar na capacitação de mercado. Afinal, temos aqui empresas que são business to business, o que quer dizer que as vendas delas dependem diretamente do desempenho de seus clientes", avalia Deitos.

"Saímos da lógica focada na técnica, na gestão da fábrica, para inovar na forma de pensar o desenvolvimento do negócio: buscar a criação de produtos de forma colaborativa com o cliente. Isso caracteriza uma nova forma de agir e traz possibilidades muito ricas para as empresas do setor plástico.", ressalta Paula Pariz, que integra a área de Projetos da Abiplast.