quinta-feira, 24 de maio de 2018

11º ENAFER teve chamamento por maior participação


Em sua manifestação, na abertura do 11º ENAFER – Encontro Nacional de Ferramentarias, realizado no Teatro da UCS, em Caxias do Sul nos dias 17 e 18 de maio, o presidente da ABINFER, Christian Dihlmann (foto), defendeu maior envolvimento do empresariado visando ao fortalecimento da entidade para que as demandas do setor sejam atendidas. Destacou a importância da articulação política junto aos poderes Executivo e Legislativo, bem como maior divulgação da indústria de ferramentais. “Somos desconhecidos porque somos negligentes em mostrar o que fazemos e representamos”, definiu. Uma das ações da ABINFER é trabalhar na criação de um núcleo de defesa do setor em Brasília, assim como já existe no segmento de máquinas por meio de uma Frente Parlamentar.

O presidente do SIMPLÁS, Jaime Lorandi, afirmou que os desafios continuarão sendo constantes, exigindo a busca permanente pela perfeição da qualidade. Citou que a consolidação da indústria 4.0 exigirá empenho ainda maior nesta direção. Argumentou que as ferramentarias terão de ser adaptar aos novos tempos, que não são do individualismo, mas do compartilhamento de conhecimentos com os concorrentes para acelerar a inovação. “É hora de quebrar paradigmas. Com o individualismo não se tem futuro”, alertou. Segundo ele, só por meio do associativismo e do conhecimento é que o setor se tornará competitivo.

A abertura do ENAFER ainda teve as presenças de Evandro Fontana, secretários de Desenvolvimento Econômico, como representante do governo do Estado, e de Emílio Andreazza, representando a Prefeitura de Caxias do Sul. A representação da Universidade de Caxias do Sul coube ao pró-reitor Juliano Gimenez. O evento teve a organização da Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (ABINFER) e do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (SIMPLÁS).