sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Termotécnica é finalista no Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira


A Termotécnica está entre as finalistas do 17º Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira. A Embalagem para Cooktop, desenvolvida para Electrolux e lançada em junho deste ano, concorreu com soluções e alternativas inovadoras de todo o setor, no módulo Design Estrutural, na categoria Funcionalidade. A apresentação dos vencedores acontecerá nesta quinta-feira (21), em São Paulo (SP). Promovido pela ABRE - Associação Brasileira de Embalagem, o prêmio valoriza a inovação, a tecnologia, o design e a sustentabilidade como forma de incentivo ao desenvolvimento de toda a cadeia produtiva. Inovação na Embalagem para Cooktop.

A embalagem para os modelos de Cooktop GC58V e GC70V, da Electrolux, foi desenvolvida pela equipe de Engenharia de Aplicação e Produto da Termotécnica. Seu formato permite o acondicionamento do produto, com todos os travamentos necessários para proteção durante o transporte, desde a manufatura até o consumidor final. Os rebaixos laterais facilitam a movimentação por uma única pessoa. A embalagem possui indexação para alinhar o produto e garantir o empilhamento, não permitindo seu deslocamento durante o transporte. Elaborada de acordo com o conceito Poka Yoke, o design garante a eficiência na montagem e sua estrutura permite grandes níveis de empilhamento e absorção de impactos. Foi projetada para valorizar a estética do cooktop. Conta com aberturas que possibilitam visualizar o produto, o que contribui para o incremento das vendas, pois a embalagem pode ser utilizada como expositor no ponto de venda. A embalagem finalista já possui patente requerida e demonstra tanto o compromisso da Termotécnica com a excelência no desenvolvimento de produtos inovadores como a preocupação da Electrolux com a qualidade de seus processos e produtos. Economia Circular.

A Termotécnica está alinhada ao conceito de economia circular e busca em suas ações alongar o ciclo de vida dos materiais, evitando a exploração de novos recursos finitos e contribuindo para a preservação do meio ambiente. Em 2017, a empresa completa 10 anos da idealização e implantação do Programa Reciclar EPS, que possibilita o retorno ao mercado deste material, que é inerte, 100% reciclável com baixo consumo de água e energia, sem gerar gases causadores do efeito estufa ou resíduos tóxicos. Neste período, o Programa Reciclar EPS já recuperou mais de 35 mil toneladas de EPS pós-consumo, o que representa 1/3 do EPS disponível no mercado para reciclagem, segundo dados da Plastivida e Abiquim (Maxiquim, 2012). Mantém o site www.reciclareps.com.br informando pontos de coleta do material em todo o país e desenvolve parcerias com cidades interessadas em reduzir o lixo em aterros.