quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Informação no combate à inadimplência


A ADIRPLAST (Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins) organizou no último dia 25 de agosto um encontro com especialistas da Serasa Experian para que associados pudessem receber um panorama das demandas do mercado atual e as situações de risco apresentadas em decorrência da crise que assola o Brasil desde 2014. “Além dessas informações também pudemos pensar em como fortalecer a cadeia como um todo e ajudar nossos clientes a conseguirem uma gestão mais saudável de seus negócios”, explicou Osvaldo Cruz, diretor da Entec Polímeros e vice-presidente da ADIRPLAST.

O encontro girou em torno da palestra “Dinâmica da Atividade Econômica das Associadas da ADIRPLAST”, apresentada pelo consultor de segmento da Serasa, Rogério Rodrigues. “É preciso entender que é a sonegação o que atravanca a distribuição atualmente. O atacadista lida com uma taxa de lucro baixa e o ambiente de distribuição é muito agressivo. Quando se coloca no mercado mais um componente, como empresas fraudulentas, é preciso se defender. Por isso, é essencial que as empresas idôneas se organizem e estejam presentes através de suas entidades em esferas políticas para exigir mudanças nesses quesitos”, explicou Rodrigues. O economista apresentou uma pesquisa feita com mais de 200 mil empresas pelo Brasil, na qual as demandas de crédito, a inadimplência e os riscos de inadimplência foram analisados. Por meio desse estudo é possível entender um pouco melhor o mercado atual. “A demanda por crédito, quando se compara o primeiro semestre de 2016 com o mesmo período de 2017, aponta uma queda.

Contudo, os últimos meses analisados indicam uma recuperação”, disse. Rodrigues explicou que a retomada do mercado também trouxe um maior número de negativações “isso indica uma baixa da qualidade financeira dos clientes e também um maior rigor nas regras de negativações aplicadas”. Sobre os riscos do não pagamento, Rodrigues assinalou que, no Brasil, a expectativa de inadimplência no setor de plásticos para os próximos 12 meses é alta. Isso porque, 41% dos clientes que demandam crédito do distribuidor – empresas transformadores – foram avaliados como clientes de elevado risco. “Essa situação é acompanhada por uma movimentação difusa de empresas e faixas de risco, o que exige atenção do distribuidor durante o processo de liberação de crédito”. Diante do risco, o ADIRPLAST decidiu promover, entre seus clientes, cerca de sete mil transformadores, a maioria composta por empresas familiares de pequeno e médio porte, ações que incentivam e orientam sobre as boas práticas de gestão empresarial. “Acreditamos que a gestão aprimorada é o que pode de fato mudar a história dos pequenos e médios transformadores de plástico no país. É preciso mais atenção com mercado local e transformador fidelizado”, afirmou Osvaldo Cruz. Soluções – As associadas à ADIRPLAST estão apresentando e divulgando para seus clientes o Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast).

Esta é uma ferramenta que auxilia pequenas e médias empresas do setor plástico na tomada de decisões estratégicas e controle do fluxo de caixa. O programa realiza cálculos sofisticados e indica resultados que apontam se os investimentos previstos são realmente vantajosos ou negativos. A ferramenta é capaz de apontar ainda qual a taxa de retorno projetada para os investimentos e se é realmente interessante para o empresário tomar crédito para uma possível expansão. http://www.picplast.com.br/ Para Rubens Savioli, diretor da ADIRPLAST, essa ferramenta, aliada ao combate da inadimplência, é fundamental, principalmente em tempos de crise: “É muito arriscado para uma empresa operar o não pagamento com épocas de menores demandas.

É preciso cuidado e informação para sobreviver à crise, além disso, é preciso que as empresas de nossa cadeia aprendam a pensar no longo prazo”. Marcos Prando, diretor da Replas e associado da entidade, concorda: “Informação é essencial para os nossos negócios. Precisamos nos preparar para este semestre que já começou e para 2018 que está por vir”. A ativação do Comitê de Crédito da ADIRPLAST será outra ação importante da entidade em parceria com o Serasa, que auxiliará os associados com a apresentação de indicadores do mercado e classificação de clientes.